Como ler pensamentos

Como ler pensamentos

Calma! Você não vai sair por aí espiando intimidades alheias. A questão é mais sutil e envolve uma vasta área de conhecimentos, que vai desde o estudo da linguagem corporal a técnicas de agilidade mental, passando por diversos ramos da ciência. No entanto, com a ajuda de alguns truques simples, você pode aprender a interpretar sinais e, com isso, “ler” ou influenciar pessoas. Por Vanessa Olivier

A sensibilidade genuína de Patrick Jane, no famoso seriado policial estadunidense The Mentalist (série exibida atualmente no Warner Channel), permite que nenhum detalhe seja suficientemente livre de sua afinada percepção. Como um felino escondido em meio à savana, apenas analisando os movimentos de sua presa para calcular o instante exato do bote, ele consegue enxergar a verdade onde, aparentemente, há somente pistas que não levam a lugar algum. Toda essa perspicácia o tornou um consultor indispensável à Agência de Investigação da Califórnia para desvendar os casos mais obscuros e intrigantes.

Mas esse poder especial não se limita apenas ao personagem de ficção vivido pelo ator Simon Baker. Hoje em dia, é possível encontrar por aí muitos desses “exemplares” seres humanos que aprenderam a usar técnicas de acuidade mental, hipnose e linguagens de sugestão para “ler” mentes e encontrar a verdade, por mais obscura que possa aparentar. E não se trata de magia ou paranormalidade, mesmo que mentalistas e mágicos tenham se valido de artimanhas similares para, no passado, criar entretenimento a uma audiência baseada no mistério.

“A diferença é que o mágico usa poderes mágicos, como a destreza de entortar uma colher ou a habilidade de fazer uma carta de baralho sumir. Enquanto que o mentalista utiliza sua performance para diversas habilidades intelectuais, como descobrir recalques e traumas de uma pessoa, mentiras em um tribunal, desvendar e premeditar o comportamento de um potencial psicopata, influenciar pessoas de forma positiva etc”, explica o mentalista especialista em comportamento humano Felipe Okazaki.

O mais interessante é que esta habilidade não precisa ser, necessariamente, usada apenas para desvendar mentiras e revelar verdades. Mas, também, para fazer amigos. A conclusão protagonizou um estudo recente desenvolvido nas universidades de Oxford e Liverpool, na Inglaterra. Conforme o estudo, ter muitos amigos pode ser uma vantagem aferida a quem tem sensibilidade para “adivinhar” o pensamento das pessoas. Segundo os pesquisadores, o córtex órbitofrontal (região do cérebro instalada acima dos olhos, que influencia as habilidades sociais e a capacidade de imaginar os pensamentos alheios) é significativamente maior em quem tem muitos amigos.

Portanto, se você tem facilidade em fazer boas amizades é bem possível que já tenha sensibilidade suficiente para ser uma ou um mentalista. Sendo esse ou não o seu caso, o fato é que você também pode aprender a arte de “ler” pessoas, como faz Patrick Jane na ficção, e outros tantos profissionais espalhados pelo mundo real, como

o mentalista e ilusionista gaúcho Vitor Hugo Cárdia, mais conhecido como Kardini, e o britânico Derren Brown. Duvida?

Com o auxílio de Felipe Okazaki, elaboramos 10 situações com dicas de como agir e o que observar para bancar a mentalista. Mas, atenção: “Nunca devemos nos prender a um sinal somente e, sim, a um conjunto de sinais, pois ele nos mostrará a verdade. Portanto, não julgue alguém por um teste isolado”, alerta Felipe.

O que fazer e observar para descobrir se…

… Seu marido (ou namorado) está traindo você

O que fazer: Além da dor da possibilidade de ser vítima de uma traição, a suspeita é algo que certamente roubará seu sono, sua sanidade e saúde em geral. Para por um ponto final nesse martírio, tente “arrancar” a verdade do seu companheiro, esclarecendo, de uma vez por todas, aquela história que ele contou e que você não “engoliu”. Sente-se em frente a ele, num raio de distância de, no máximo, 50cm. Faça perguntas estratégicas, usando o nome da possível amante e o lugar onde você suspeita ter acontecido a provável traição. Por exemplo: “Se você tivesse saído com ‘fulana’, você iria para um restaurante ou para um motel?”. Se preferir, dê nome para os estabelecimentos. Ou seja, reúna todas as informações e transforme tudo isso em uma pergunta.

O que observar: Se ele realmente estiver te traindo, as pálpebras dos olhos irão se abaixar quando você mencionar o nome do local que possa comprometê-lo. Mas se, mesmo assim, não conseguir as respostas, peça para que ele repita a história, desta vez, do fim para o começo. Em geral, o mentiroso acaba falhando nessa tarefa, já que inventou boa parte dela. E quando a história tende a ser verdadeira, geralmente há mais riqueza de detalhes. “Mas lembre-se de que nunca podemos generalizar e tirar conclusões precipitadas. Bom senso e confiança são fundamentais para uma relação saudável”, acrescenta Felipe.

… Alguém está mentindo

O que fazer: Faça algumas perguntas estratégicas referentes ao tema que pretende investigar e observe se há sinais de mentira nas pessoas envolvidas.

O que observar: 1° Queixo enrugado significa vergonha. “As pessoas que mentem, normalmente, se sentem envergonhadas quando estão encobrindo a mentira”, garante Felipe. 2° Recuar os braços e/ou ombros quando está falando quer dizer que não acredita nas suas próprias palavras. 3° Note se a pessoa mexe na boca ou nos cabelos, coça o nariz, o pescoço ou olhos, rói as unhas, mexe no colarinho da camisa ou colar, esconde parcialmente a boca ou o rosto. 4° Quem tem dificuldade para contar uma história na ordem cronológica inversa, geralmente, é porque inventou parte dela. 5° Atente-se ao movimento dos olhos da pessoa. Se eles se movimentam para a esquerda (dela) é sinal de que o campo da criação e imaginação está sendo acessado, ou seja, possivelmente ela está inventando uma lembrança, portanto, mentindo.

… Alguém é culpado de algo

O que fazer: Para achar o responsável por um erro muito grave, se você suspeita de uma ou mais pessoas, não tenha medo de acusá-las, diretamente.

O que observar: A pessoa acusada injustamente será a que se tornará mais ofensiva, enquanto que a verdadeira culpada adotará uma postura defensiva. Você também pode perguntar algo sobre a rotina do suspeito e observar se ele apresenta os sinais de mentira.

… Alguém está omitindo algo

O que fazer: Quando for conversar com alguém que você desconfia estar escondendo alguma informação de você, diga: “Eu ficaria muito feliz se você me ajudasse com uma coisa (fale sobre o objeto da sua desconfiança, como se uma terceira pessoa fosse a autora). Por exemplo: “Fiquei sabendo que minha amiga está sendo traída pelo namorado. Você tem alguma sugestão de como posso ajudá-la?”.

O que observar: Se a pessoa fizer perguntas e se interessar pelo assunto é sinal de que não está envolvida ou escondendo algo. Mas se ela se sentir incomodada e quiser “de cara” mudar o tema da conversa, há grandes chances de ela ter, sim, algo para esconder.

… Alguém se importa com você

O que fazer: Para descobrir se um namorado, amigo, colega de trabalho ou parente se importa com você é muito simples. Basta criar uma situação em que você demonstre que cometerá um erro óbvio, mas, claro, estará fingindo que não percebeu o equívoco que está prestes a praticar.

O que observar: Se essa pessoa se importa realmente com você, ao perceber a situação correrá, imediatamente, para alertá-la. Se ela não der a mínima, adotará uma postura neutra ou até mesmo apoiará a ação que conduzirá ao erro.

… Alguém é de confiança

O que fazer: Analise o interesse dessa pessoa nas coisas e situações que você apresenta como importantes para você.

1°) Lealdade: Conte algum segredo que envolva um amigo ou pessoa em comum.

O que observar: Sinal amarelo se ela acabar passando seu segredo à diante.

2°) Orgulho: Conte vitórias e vantagens e analise como ela reage ao seu sucesso.

O que observar: Reagir de forma negativa, como ficar incomodada ou contestar o sucesso, pode indicar que essa pessoa não deve ser confiável.

3°) Respeito: Diga que algo muito bom está para acontecer na sua vida, mas que você não pode contar no momento.

O que observar: Se ela não insistir tanto para contar é sinal de que é uma boa amiga. O motivo pelo qual você utilizou “algo bom” foi justamente para que o verdadeiro amigo não fique insistindo, já que somente faria isso caso pensasse em se tratar de algo ruim, pois ficaria preocupado e, certamente, iria incentivá-la a desabafar.

4°) Sacrifício: Quando essa pessoa for se ocupar com algo sem importância, como ir à uma balada, por exemplo, diga a ela que você está precisando conversar, mas que não quer sair de casa.

O que observar: Se ela não hesitar em ficar ao seu lado, é um indicativo de que pode ser, sim, alguém da sua confiança. Caso contrário, fique esperta. “E se, junto com outros sinais apresentados, ela falhar na maioria deles, tudo indica que você realmente não deve confiar nesta pessoa”, atesta Felipe.

… Alguém está interessado em uma parceria

O que fazer: Para descobrir se alguém está interessado em seus projetos, é só criar uma situação que o obrigue a demonstrar quanto sacrifício ou energia está disposto a desprender. Então, se pretende abrir um negócio com alguém, por exemplo, já comece propondo uma superpesquisa ou algo do tipo.

O que observar: Se a pessoa já assumir para si é um bom sinal. Entretanto, se ela se esquivar ou mudar o foco, tenha cuidado!

… Ele está interessado em você

O que fazer: Se está saindo com alguém, mas tem dúvida sobre o que ele realmente espera dessa relação, a dica é cogitar mudar para outra cidade ou país, ou revelar um sonho que implique em alguma mudança na rotina do seu amado.

O que observar: Se ele demonstrar que está disposto a sacrifícios ou a gastar energia para manter o relacionamento, está claro que ele realmente pensa em um futuro com você. Observe também se, ao olhar para você, as pupilas dos olhos dele ficam dilatadas. Esse sintoma indica que ele está bastante interessado no que vê, ou seja, em você. Mas se ele demonstrar o contrário de todos esses sinais, caia fora. Ele apenas gosta da sua companhia e, provavelmente, quer apenas passar um tempo ao seu lado, nada mais.

… Causou boa impressão numa entrevista de emprego

O que fazer: A dica é afirmar algo negativo sobre uma pessoa, lugar, empresa etc, como por exemplo: “Hoje em dia, percebo que as pessoas chegam muito despreparadas em entrevistas de emprego, e querem tudo de forma imediata, sem esforços. Procuro ser o oposto, mas ainda assim me cobro todos os dias e vejo que tenho muito o que melhorar”. O próximo passo é observar a reação do entrevistador.

O que observar: Se ele se sentir confortável e até acrescentar algo, você já sabe que ele compartilha a mesma opinião – de que você precisa melhorar muito. Ou seja, ele não gostou de você, já que em nenhum momento contra-argumentou sua autocrítica.

Porém, se ele ficar neutro, ou até discordar de você, está mostrando seu verdadeiro sentimento. Isso quer dizer que causou uma boa impressão, pois o entrevistador se incomodou com sua autocrítica, e mostrou que tem uma visão positiva sobre você. “Por mais que a pessoa tente parecer neutra ou não demonstrar suas emoções, inconscientemente, com esse tipo de comentário, que vem de forma despretensiosa e inesperada, ela vai acabar se revelando”, garante Felipe.

… Impressionou na reunião de trabalho

O que fazer: Use apenas perguntas abertas, que obriguem a pessoa a responder algo mais elaborado do que um simples “sim” ou “não”. Exemplo: “Quais as características que você não aprova em mim?’’. Esse tipo de pergunta incentiva a pessoa a falar o que sente, em detalhes, sobre determinado assunto e não, simplesmente, dizer que concorda ou que gosta. Outra dica é nunca perguntar a opinião à uma única pessoa e, sim, a um grupo. Se você suspeita que determinada pessoa não gosta de algum projeto, ou de você, afirme a todos como se ela tivesse determinada opinião e apenas observe a reação dela.

O que observar: Se a pessoa ficar neutra, você estava certa em relação à sua suspeita. Mas se ela ficar brava e já contra-argumentar, você estava errada. Regra geral: se as pessoas se incomodarem com o que afirmou sobre a opinião delas, provavelmente elas têm opinião contrária ao que suspeitava. Se, ao contrário, ficarem neutras ou constrangidas, tenha certeza de que acertou em cheio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *