Cidadania Italiana em Florianópolis

O Consulado Italiano de Curitiba é conhecido por sua alta eficiência e excelência na hora de realizar o processo da cidadania italiana em Florianópolis por casamento, descendência, além de oferecer serviços para os cidadãos italianos que vivem no Brasil.

No post de hoje saberemos um pouco mais sobre o como retirar sua cidadania italiana em Florianópolis e quais são os processos que ele realiza.

Consulados Italianos no Brasil

A Itália possui diversas representações no Brasil, como: a Embaixada em Brasília, os consulados em Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Santos, entre outros pelo resto do território brasileiro.

Para quem mora em Florianópolis e deseja retirar sua cidadania italiana, o Consulado Italiano de Curitiba é o responsável por realizar o procedimento.

Como retirar a cidadania italiana em Florianópolis

Florianópolis é a primeira cidade no mundo que possui a Semana da Língua Italiana. Na cidade existem milhares de descendentes de italianos que tem direito a dupla cidadania, seja por via matrimonial, de sangue ou pela naturalização.

Antes de tudo, é preciso saber por qual meio você vai retirar sua cidadania italiana. Se será por meio da naturalização feita pela via matrimonial, reconhecimento por via sanguínea, se pretende realizar o processo de cidadania italiana por advogado, entre outros métodos.

Vamos explicar um pouco mais desses procedimentos, para você saber qual o ideal para sua necessidade.

cidadania italiana florianopolis

Naturalização via matrimonial

Esse tipo de naturalização é possível apenas para pessoas que são casadas no civil com cidadãos italianos ou ítalo-italianos. Os brasileiros que se naturalizarem italianos por meio do casamento não perdem sua nacionalidade original.

Quem possui direito à naturalização via matrimonial:

O requerente que comprovar que está casado com o cidadão italiano há, pelo menos, 2 anos – caso o casal resida na Itália – ou 3 anos – se o casal morar fora do país europeu. Se o casal tiver filhos, o tempo de casamento é de 1 ano para os que residentes na Itália e 1 ano e meio para os que residem fora do país.

Documentos necessários:

  • Certidão de nascimento do parceiro estrangeiro, emitida pelo país de origem, traduzida e apostilada;
  • Certidão de antecedentes criminais emitidas no país de origem do cônjuge e, em todos os países onde o requerente morou. A certidão deve estar devidamente traduzida e apostilada;
  • Certidão de casamento italiano;
  • Certificado de proficiência na língua estrangeira emitido por uma instituição que seja reconhecida pelo Ministério das Relações Exteriores da Itália;
  • Comprovante de pagamento em uma taxa de 250 euros.

Reconhecimento via sanguínea

O reconhecimento da cidadania italiana por jus sanguinis é um processo em que o requerente deve comprovar sua ligação de sangue com o imigrante europeu por meio de documentos.

A transmissão direta se dá a partir do ascendente aos filhos, netos, bisnetos – sem limite de geração e sem interrupção.

Porém, nesse processo existem duas restrições: quando o ascendente italiano faleceu ante da unificação italiana (Regno d’Italia), ou quando há uma mulher nascida antes de 1948 na linha de descendência e casada com um cidadão estrangeiro.

Documentos necessários:

  • Registro de nascimento do antepassado;
  • Certidão Negativa de Naturalização (CNN);
  • Certidão de casamento e óbito, originais;
  • Procuração judicial;
  • Protocolo ou comprovante de inscrição.

Cidadania via judicial ou ‘’corta fila’’

A retirada da cidadania italiana por meio da vai judicial é ideal para quem não possui disponibilidade para se deslocar à Itália, ela pode ser feita completamente no país de origem em que o requerente está.

A grande vantagem do processo via judicial é que o requerente pode realizar todo o processo de onde estiver, sem ter que ir até o país escolhido para retirar a dupla cidadania.

O prazo médio para a retirada da cidadania é de 12 a 18 meses, bem menos que o processo via administrativa pelo Brasil, sendo mais vantajoso para o descendente italiano que escolheu esse método. Para os requerentes que ainda não possuem todos os documentos, esse tempo irá somar no tempo para retirar a cidadania.

como morar na italia

Documentos necessários:

  1. Registro de Nascimento em original do antepassado italiano que deu origem ao direito à cidadania;
  2. Certidão Negativa de Naturalização;
  3. Certidão de casamento;
  4. Certidão de óbito (se houver) originais;
  5. Procuração judicial;
  6. Protocolo ou comprovante de inscrição.

Após saber qual dos processos de retirada da dupla cidadania se encaixa melhor para você, é preciso apenas procurar o Consulado de Curitiba para retirar sua cidadania em Florianópolis.

Para isso, é preciso contratar uma empresa de confiança para auxiliar durante todo o procedimento da dupla cidadania europeia.

Procurar uma empresa que facilite todo o processo para iniciar a retirada da sua cidadania italiana é essencial. Ela ficará responsável por toda a burocracia enfrentada e por todos os documentos que serão necessários para realizar a retirada do passaporte europeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *