A VEZ DOS BEBÊS

quarto de bebe estilo babyEstilo baby

Se você procura um jeito diferente de decorar o dormitório do seu filho, inspire-se nestas sugestões que vão do clássico ao retrô e dê asas à imaginação. Por Vanessa Moura

Com apelo lúdico, o projeto foi inspirado no tema carrossel francês. Para garantir essa atmosfera de encanto e poesia sem abrir mão do conforto, o arquiteto Sidney Quintela recorreu à palha de seda para forrar as paredes do quarto e compôs um patchwork colorido a fim de criar um espaço aconchegante para o bebê.

Puro encanto

Puro encanto

O cantinho da pequena Maria foi planejado para abrigá-la com toda segurança e conforto, sem deixar de lado a magia que é tão esperada nos quartos infantis. Em um espaço enxuto, de 10m², o arquiteto Sidney Quintela explorou um tema lúdico e ao mesmo tempo sofisticado – o carrossel francês. Nele, diferentes animais, como cavalos, elefantes, ursos e hipopótamos, convivem em plena harmonia e transformam o quarto da menina em um verdadeiro parque de diversões.

A praticidade foi um dos pontos exigidos pela mãe, por isso o profissional lançou mão de um layout funcional. Para isso, o trocador foi instalado ao lado do berço, facilitando as trocas. Uma delicada arandela fixa na parede ilumina sutilmente o espaço e esse canto em especial. Além da tradicional poltrona de amamentar, o ambiente conta com uma cama auxiliar, ora usada pela babá ora pela mãe, que interage e brinca com o seu bebê.

Prateleiras suspensas também são bem-vindas para exibir os enfeites de forma organizada. Todos os móveis são de madeira com acabamento em laca fosca, o que facilita a limpeza e a manutenção. Mas a menina dos olhos, aqui, é o revestimento de patchwork colorido que dá vida em um dos lados da parede. Além de original, a composição reflete bom gosto e delicadeza em conjunto com o outro revestimento mais neutro. “Recorri à palha de seda para forrar o outro lado da parede e garantir, assim, harmonia ao quarto”, completa Quintela.

Elaborado com tecidos acolchoados e espuma, o patchwork delicado – composto por diversas estampas – promove um excelente resultado estético e ainda funciona como um ótimo tratamento acústico para o ambiente.

eterno classico

Eterno clássico

Entre uma tendência e outra, o tema ursos continua em alta na decoração dos quartos de bebês. De acordo com a arquiteta e empresária Cristina dos Santos Cosme, o motivo infantil está entre os mais pedidos, tanto para meninas como para meninos. “É um eterno clássico”, afirma a proprietária da loja Ri Pô Pi, de São Paulo. Segundo a profissional, quem normalmente opta pelos amigos peludos, também aposta nas cores mais neutras ou clean para não errar.

O quarto de Felipe, de um ano e meio de idade, conta com o requinte de materiais nobres. Os móveis de madeira jequitibá e acabamento em laca branca, e o enxoval bordado à mão, feito de patchwork, matelassê e pesponto, expressam luxo e sofisticação. O ambiente, projetado em 15m², foi pensado também para ser usufruído no futuro. O berço se transforma em minicama e o banco poderá servir de apoio quando o garoto entrar na fase escolar.

A frase estampada no topo da parede reforça a proposta intimista do quarto: “Uma grande amizade supera pequenas diferenças”.

Seja qual for o estilo do espaço do bebê, são os detalhes que fazem a diferença, como o revestimento na parede feito de fibra de vidro pintada de caqui e o papel listrado em azul e branco da Ri-Pô-Pi.

diversão garantida

Diversão garantida

A mudança para o novo apartamento motivou o casal a criar um dormitório transitório para seu filho que, em breve, troca o berço pela cama. A decoração, portanto, foi planejada para acompanhar essa fase, mas, ao mesmo tempo, refletir personalidade. Alguns móveis foram aproveitados da antiga casa, como o berço e a cômoda, mas novos elementos entraram em cena, trazendo cor e vibração.

Além da função de bloquear a luz, a cortina com tecido black out verde possibilitou um plano de fundo colorido. Cubos soltos de madeira servem para guardar os brinquedos hoje, mas podem ser usados como mesa de apoio no futuro.

A atração principal é o tapete emborrachado com adesivos, que, além de proteger o piso, serve de pista de corrida para o garoto brincar. “Imaginei um ambiente lúdico, onde a criança pudesse crescer e se divertir sem sentir muitas mudanças”, afirma Susy Melo, arquiteta responsável pelo projeto.

Peças curingas, os cubos de madeira utilizados para armazenar brinquedos podem ser usados de diferentes formas: empilhados ou lado a lado.

As paredes receberam pintura especial criada pela artista plástica Eliane Góes, que reproduziu uma pista de corrida semelhante a do tapete para completar a diversão. “Dessa forma, a criança pode brincar no chão e nas paredes”, afirma Susy Melo.

sob medida

Sob medida

Neste projeto, a otimização do espaço foi essencial. Com 9m², o quarto da Ana Clara necessitava de uma proposta neutra e clean, principalmente com cores que não pesassem no ambiente. A escolha por móveis modulados também foi uma opção inteligente, pois conferiu maior circulação.

Mas mesmo em um canto compacto como este é possível reunir elementos que tornam o quartinho do bebê elegante e harmonioso. A arquiteta Cristina Barbara preferiu utilizar laca branca nos móveis para expressar a neutralidade do ambiente, porém pontuou o espaço com peças de design e materiais nobres, promovendo mais identidade ao local.

A poltrona de acrílico, modelo Charles & Eames, o pufe revestido de tricô e as gravuras assinadas por João Migotto são exemplos de itens que dão um toque de charme e sofisticação ao dormitório da pequena. O papel de parede de vinil (código 49411), da Paper.Com, quebra a monotonia do espaço essencialmente branco e faz uma bela parceria com o tapete bege e os cestos de fibra, estrategicamente localizados no vão do berço para guardar produtos e utensílios de higiene.

Ilusão de ótica

ilusao diotica

Para ampliar visualmente o quarto do bebê, siga estas dicas infalíveis:

  • Use uma base branca ou neutra no entorno do ambiente.
  • Móveis em linhas retas possibilitam melhores encaixes e alongam verticalmente o espaço.
  • Lance mão de lambri, pintura ou faixa na parede na horizontal.
  • Opte por móveis com vãos, como o berço acima, para colocar cestos ou pequenos baús.

luxo moderno

Luxo moderno

Se a intenção da mãe era fugir do óbvio, a arquiteta Teresa Simões cumpriu bem a missão. “Ela não gosta de rosa, por isso optei pelo lilás e por elementos que tornaram o quarto único”, diz a profissional, que criou uma ambientação infantil e moderna sem muitos enfeites, mas com personalidade e requinte de sobra. Em um espaço de 15m², o berço com formas destaca-se ao lado da iluminação, que garante aconchego e ao mesmo tempo valoriza o painel com nichos. Todos os quartos do luxuoso apartamento possuem suítes, por isso a menina também ganhou a sua. “A vantagem é que a criança fica mais independente e, quando crescer, já terá a sua própria suíte”, explica a arquiteta.

estilo retro

Charme retrô

Ousado, este projeto foge do convencional e abusa dos tons vibrantes. Com clima retrô, o quarto chama a atenção pela cor vermelha e, ao mesmo tempo, pela delicadeza dos poás que estampam a parede. “O vermelho é intenso e, no poá, deu o charme que o quarto merecia”, revela Fabiola Dal Pra, artista plástica responsável pela pintura. “O espaço amplo permitiu a ousadia”, completa a profissional, proprietária do Ateliê Colorir, de São Paulo. A poltrona de amamentar é herança de família e completa a atmosfera nostálgica do ambiente ao lado do piso taco de madeira que foi preservado na reforma.

Diferentes estampas marcam presença nas almofadas, na cúpula do abajur e no kit de

higiene. Como os pais deram liberdade total para a profissional criar, ela fez o que mais gosta: abusou da mistura e conseguiu um resultado alegre e surpreendente.

compose equilibrado

Composé equilibrado

A mistura de estilos também está presente no enxoval do berço. Feito de algodão (100%) para garantir o total conforto do bebê, o kit foi produzido em patchwork de diferentes estampas: liso, bolinhas, floral e, para dar graça, foram aplicadas as encantadoras Mamuskas, aquelas delicadas bonequinhas russas, criando uma composição romântica e, ao mesmo tempo, moderna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *